Session Beer: refrescância sem perder o sabor

Você já ouviu falar de Session Beers? Não se trata de uma marca ou um estilo de cervejas. Na verdade, está mais para uma categoria. Tendência no exterior e que está chegando agora por aqui, elas são leves e refrescantes sem perder sabor. Assim, unindo o agradável ao mais agradável ainda, estão caindo no gosto dos brasileiros mais acostumados às cervejas especiais e que buscam opções para os dias mais quentes e o verão.

 

Session Beers podem ser de diversos estilos e, portanto, podem ter diversos sabores, cores e aromas. Mas devem ter obrigatoriamente algumas características em comum: baixo teor alcoólico (que normalmente não excede 5%), gosto suavizado e alto drinkability – ou seja, a capacidade da cerveja de estimular que a degustemos em volumes maiores.

 

Essa categoria está no extremo oposto de uma outra já mais conhecida por aqui: as Extreme Beers. Mais radicais no sabor e com elevadores teores de álcool, tem baixo drinkability e são melhor apreciadas em pequenos goles.

 

De fato, Session Beers pode ser um termo novo, mas a ideia já é bem antiga. “Session” vem do inglês e quer dizer “sessão”, período de tempo. Isso porque historicamente eram cervejas consumidas por ingleses em períodos de intervalo do trabalho durante a Primeira Guerra Mundial. Como tinham que voltar ao trabalho logo, as cervejas eram menos alcoólicas para evitar embriaguez. Normalmente, dos estilos Mild Ale e Bitter.

 

Session Beers como tendência

 

Como o conceito é amplo, até mesmo as American Lagers poderiam ser consideradas Session Beers. Mas há rótulos que são assumidamente Session e é neles que vamos nos basear aqui.

 

Já há alguns rótulos importados disponíveis no Brasil, como a Founders All Day IPA, BrewDog Dead Pony Club e Anchor Small Beer.

Algumas Session Beers disponíveis no mercado brasileiro: Brewdog Dead Pony Club, Tarantino Session IPA e Anchor Small Beer

 

Entre os nacionais, os primeiros surgiram comercialmente em 2013. A Tarantino Session IPA, por exemplo, foi feita na metade do ano pelo cervejeiro americano Doug Odell em visita ao Brasil. Ela foi produzida na Cervejaria Dortmund, de Serra Negra (SP), e deve estar disponível no mercado brasileiro apenas sazonalmente. No final de 2013 a rede Mr. Beer lançou a Santa Muerte Session Pale Ale, em parceria com o estúdio Tattoo You e fabricada pela Dama Bier, de Piracicaba (SP).

E mais novidades devem vir por aí em breve. A cerveja oficial do bar da BrewDog em São Paulo, é uma Session fabricada pela Way Beer, de Curitiba (PR). No Mondial de La Bière, realizado em novembro no Rio de Janeiro, a também curitibana Bodebrown lançou a Verum Session Pale Ale e a carioca 2cabeças a sua X-SessionIPA.

 

E mais rótulos com certeza vão aparecer! É aguardar para ver.

 

Fontes: Beer Advocate, Bar do Celso, revista Guia da Cerveja e All Beers.

Be the first to comment

Leave a comment

Your email address will not be published.


*